2 de março de 2006

MKT ESPORTIVO - As grandes marcas do esporte

O mercado de materiais esportivos tem um faturamento anual de 1 bilhão de dólares. Só o consumo de tênis de alta performance chega a 20 milhões de pares por ano. Confira, aqui, anúncios de quatro grandes empresas que brigam forte nesse mercado:


Umbro Speciali. Máxima precisão no chute. Máxima velocidade na bola. Máximo conforto para os pés.
Agência: Young & Rubicam

Reebok - Agência: DMB&B


Adidas - Quando eu corro, eu não ouço os pássaros, os trens, o trânsito, aviões, nem mesmo meus pés batendo no chão. Agência: Leagas Delaney

Nike - Agência: KesselsKramer

*Site de apoio: www.dpto.com.br

11 comentários:

  1. No Cruzeiro, clube co-irmão do Chinelinho, o futuro patrocínio está entre LG, Renault e Petrobras. O Cruzeiro deve anunciar ainda esta semana o seu novo patrocinador de uniformes. As negociações estão bem adiantadas com três multinacionais: a sul-coreana LG Electronics, do segmento de produtos eletrônicos, a montadora de automóveis francesa Renault e a estatal brasileira de petróleo Petrobras. Esta última é a que está mais próxima de um acordo. Os números do novo contrato serão recordes para o Cruzeiro e vão superar de longe os R$ 3,5 milhões anuais que eram pagos pela alemã Siemens nas duas últimas temporadas. O presidente Alvimar de Oliveira Costa alega que a demora no acerto se deveu às novas cifras pleiteadas pelo Cruzeiro e à baixa visibilidade do Campeonato Mineiro. Com o início do Campeonato Brasileiro e a retomada da Copa do Brasil, as conversas evoluíram bastante. “Essa semana mesmo que acredito que teremos novidades”, disse o dirigente. A Petrobras leva a vantagem pelo fato de ser o patrocinador do Flamengo e, segundo fontes, isso foi o facilitador da vinda dos jogadores do Ipatinga para a Gávea, até porque o time do Vale do Aço é uma filial cruzeirense. O Cruzeiro seria o quarto clube a fechar com a estatal brasileira de petróleo. No Brasil, a Petrobras mantém o contrato de patrocínio mais longo do futebol nacional. A empresa é parceira do Flamengo desde 1984 e, atualmente, paga R$ 13 milhões anuais para expor sua marca na camisa rubro-negra. Na Argentina, onde atua na exploração de petróleo e gás natural desde 1993, a Petrobras já patrocinava o Racing e recentemente fechou parceria com o River Plate. O acordo prevê investimento anual de R$ 2,15 milhões, valor bem inferior ao negociado pelo Cruzeiro.

    ResponderExcluir
  2. Cruzeiro completa cinco meses sem patrocínio

    A diretoria de marketing do Cruzeiro continua em negociações sigilosas para fechar o novo patrocínio dos uniformes.

    Inicialmente, a expectativa era apresentar o parceiro na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, mas os acordos que estavam em vias de serem concretizados acabaram sendo adiados. Já são cinco meses sem um patrocinador de camisas. O último foi o da Siemens, encerrado em 31 de dezembro.

    Antônio Claret Nametala, diretor de marketing do Cruzeiro, explicou que o assunto está sendo evitado com a imprensa a fim de não prejudicar as conversas com empresas interessadas. “Não vamos falar de patrocínio até tudo ser resolvido. É uma decisão que tomamos por solicitação das empresas que estão participando do processo”.

    Há um mês, os nomes mais fortes na disputa por um lugar na camisa azul eram a sul-coreana LG Electronics, do segmento de aparelhos eletrônicos, a montadora francesa Renault e a estatal brasileira de petróleo Petrobras.

    Claret diz que a prioridade do Cruzeiro é fechar um bom contrato, superior ao da Siemens, e não mostra-se preocupado com o adiamento do acordo. “Pode ser fechado amanhã, daqui a um mês ou depois da Copa do Mundo”.

    Loja na Savassi

    O projeto mais próximo de ser viabilizado é o de uma nova unidade da loja Cruzeiro Mania, na região da Savassi, região Sul de Belo Horizonte. Juntamente com a fornecedora de material esportivo Puma e a administradora do empreendimento, a empresa Roxos e Doentes, a direção de marketing definirá na próxima semana o local, dentre dois já selecionados.

    “A diferença para a Cruzeiro Mania do Barro Preto é que a loja da Savassi terá mais produtos exclusivos da marca Puma. Haverá um bar temático e a expectativa é que a loja esteja aberta antes do final da Copa”, disse Claret.

    ResponderExcluir
  3. Patrocínio só deve sair depois da Copa, diz presidente

    O anúncio do novo patrocinador do Cruzeiro chegou a ser cogitado para a fase final do Estadual, depois para a estréia do time no Brasileirão, mas pode demorar ainda mais. Nesta terça-feira, em entrevista ao programa Minas Esporte, da TV Bandeirantes, o presidente Alvimar de Oliveira Costa declarou que o acordo pode ser fechado somente após a Copa do Mundo.

    O dirigente alega que a dificuldade no acerto se deve ao reajuste do valor anual pedido pelo Cruzeiro em relação ao último contrato, firmado com a Siemens em 2004 e 2005, e ao fato de este ser um ano atípico em função da Copa do Mundo, evento que concentra muitos investimentos.

    “Houve uma valorização do mercado e naturalmente estamos aumentando a nossa pedida. Mas como é ano atípico, de Copa do Mundo, o que o nosso diretor de marketing tem sentido é que as empresas estão pensamento em não gastar nesses 60 dias antes da Copa. Se elas podem gastar só depois da Copa, não acredito que vamos fechar por um valor que atenda nossos objetivos antes da Copa do Mundo”, justificou Alvimar de Oliveira Costa.

    Empresário do ramo de frigorífico, Alvimar chegou a declarar que não faria um investimento parecido antes de um evento como a Copa. “Eu mesmo, se fosse um empresário dessas empresas, eu ia esperar. O mercado hoje não é para fechar de hoje para amanhã, porque a empresa vai perder”, opinou o presidente cruzeirense, praticamente descartando um acerto antes de julho.

    ResponderExcluir
  4. Atlético Mineiro renova contrato de patrocínio


    O Atlético está de contrato novo com o seu principal patrocinador. O clube divulgou no início da tarde de sexta-feira a renovação do compromisso com a MRV Engenharia até abril do ano que vem. O acerto aconteceu na noite de quinta-feira, após uma reunião.

    Segundo Álvaro Cotta, responsável pelo departamento comercial do Galo, a renovação trouxe mais vantagens para o clube. ”A negociação trouxe uma valorização para o clube e para a marca Atlético, em virtude da grande exposição de mídia que o Galo está obtendo neste ano por ser a principal atração da Série B do Campeonato Brasileiro”, disse, em entrevista ao site oficial do Alvinegro.

    A parceria entre o Atlético e a empresa começou em 2004. O diretor informou também que o patrocinador e o clube estão preparando uma ‘surpresa’ para a torcida, na partida da próxima sexta-feira, contra o Ituano, no Mineirão.

    Mais patrocínio

    Além da MRV Engenharia, o clube renovou até o dia 31 de dezembro deste ano o contrato de patrocínio com a Rivelli, que irá estampar sua logomarca nos calções de jogo e treino dos atletas e no ombro da camisa de treinamento. A parceira entre o Galo e Rivelli começou em 2004.

    ResponderExcluir
  5. Joinville tem novo patrocinador

    O Joinville ganhou apoio na projeto de reestruturação do clube para tentar uma vaga na Série B do Campeonato Brasileiro. A companhia Águas de Joinville anunciou ontem que vai co-patrocinar a equipe. A entidade vai aproveitar a ação de marketing para promover ações de educação ambiental junto ao público.

    O patrocínio terá duração de seis meses. A verba investida será de R$ 120 mil, dividida em seis parcelas. Segundo o presidente da Companhia, Henrique Chiste Neto, o patrocínio deverá ser estendido a outras modalidades esportivas.

    O projeto partiu do vice-prefeito Rodrigo Bornholdt, interino na presidência do tricolor no lugar de Mauro Bartholi, que está fora do país.

    A intenção do clube é conquistar o apoio de mais empresários da cidade.

    Segundo balanço da diretoria do clube, será necessário uma verba mensal de aproximadamente R$ 100 mil para fazer mudanças capazes de tornar o time mais competitivo para subir da Série C (Terceira Divisão do Brasileiro, onde estão também equipes como Bahia, Vitória e América-MG) e fazer as contratações requisitadas pela comissão técnica.

    ResponderExcluir
  6. Botafogo em busca de dinheiro nos EUA

    O presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, viajou para Los Angeles em companhia do prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, com o objetivo de buscar um investidor para a construção de um estádio na Zona Portuária, ou até mesmo para viabilizar a exploração do Engenhão após o Pan-Americano de 2007.

    O presidente alvinegro mantém contato com o Anschutz Entertainment Group, braço esportivo da Anschutz Corporation, que é dona de vários clubes, entre eles o Los Angeles Kings, de hóquei no gelo, o Chicago Fire, o D.C. United e o Los Angeles Galaxy, de futebol. 'Estamos confiantes num acordo', disse o dirigente. O pagamento para a exploração do Engenhão por 40 anos seria de 30 milhões de dólares.

    ResponderExcluir
  7. Unimed e Figueirense assinam contrato de parceria

    Na segunda feira passada, dia 19, o presidente do Conselho Administrativo do Figueirense, Norton Flores Boppré, esteve presente no auditório de eventos da Unimed de Florianópolis para o ato de assinatura oficial do contrato de parceria comercial - em vigor desde maio desse ano - com a maior rede de planos de saúde nacional.

    Representou a Unimed seu vice-presidente, Dr. Marcolino Cargnin Cabral, que ressaltou a importância da relação com o Figueirense, "clube campeão estadual dessa temporada, e único representante catarinense no principal campeonato nacional".

    Alvinegro confesso Cabral citou ainda "o importante desempenho técnico alcançado pelo Clube na atual temporada, com resultados que levam a maciça exposição da marca Unimed na mídia".

    O contrato com a Unimed prevê a exposição da marca da empresa nas costas do calção de jogo e treino da equipe profissional do Figueirense e a exposição publicitária em diversas canais de mídia estática do estádio Orlando Scarpelli e Centro de Formação e Treinamento.

    Até dezembro de 2006 o Figueirense terá Unimed como umas das empresas presentes no rol principal de parceiros do campeão catarinense.

    ResponderExcluir
  8. TASCHIBRA é o novo patrocinador nos uniformes do Figueirense

    Foi assinado na manhã de ontem, dia 21/06 na sede da empresa em Indaial (SC), o contrato de parceria entre a Taschibra, empresa genuinamente catarinense, do ramo de iluminação, e o Figueirense Futebol Clube, para as disputas do Campeonato Brasileiro da Série A, edição 2006.

    Participaram do ato de assinatura, que prevê a inserção da logomarca da Taschibra na parte principal das camisas de jogo do campeão catarinense, o presidente do Conselho Administrativo do Clube, Norton Flores Boppré e as representantes da direção da empresa, Sras. Natalie Schreiber e Talita Schreiber.

    A estréia do uniforme com o novo patrocinador deverá acontecer em amistoso a realizar-se no início do próximo mês de julho, em Florianópolis.

    Representantes do Figueirense visitam a TASCHIBRA

    Antes do ato de assinatura de contrato para patrocinador máster celebrado com a Taschibra, o presidente do Conselho Administrativo do Figueirense, Norton Flores Boppré, o vice-presidente financeiro João Gonçalves Filho e o gerente de marketing do Clube, Leonardo Mosimann Estrella conheceram as instalações da empresa no Brasil, localizada em Indaial.

    Neste município catarinense a nova parceira do Figueirense produz mais de 150 mil luminárias por mês, que são distribuídas em toda América do Sul e alguns paises da América Central, África e Ásia. Os outros produtos da empresa, como lâmpadas econômicas compactas, são produzidos na China, país onde a empresa possui um escritório na cidade de Shanghai, local que administra negociações diretas com o mundo.

    Após a assinatura de contrato Boppré foi o responsável por tocar o sino da empresa, na presença de todos os funcionários da área administrativa, em seguida todos aplaudiram a nova parceria.

    O "toque do sino" é um símbolo de bons negócios celebrados, de metas alcançadas pela Taschibra.

    A Taschibra, empresa 100% nacional, já recebeu diversos prêmios de âmbito nacional em seus 11 anos de existência, prêmios estes que resultaram de pesquisas realizadas por órgãos de renome como IBOPE e Price Waterhouse Coopers. Os mais recentes são o Prêmio Anamaco 2006 no segmento de lâmpadas e o 13.º Ranking de Conceito e Imagem da indústria 2005 “Troféu Ruy Othake” que a empresa recebeu pela segunda vez consecutiva a primeira colocação.

    E estes são alguns reconhecimentos que confirmam e garantem a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

    Diretores e representantes da parceira estarão em Florianópolis no início do mês de julho, oportunidade que efetuarão, em conjunto com o Figueirense, a apresentação das novas camisas de jogo com a marca "Taschibra". Assistirão ao amistoso que deverá ser realizado pela equipe comandada pelo técnico Waldemar Lemos e conhecerão a estrutura do estádio Orlando Scarpelli e Centro de Formação e Treinamento do Cambirela.

    ResponderExcluir
  9. Olá leitoras e leitores, apenas para informar que o Grupo Chinelinho acompanha de perto o departamento de marketing do co-irmão Cruzeiro e que tão longo surgirem novidades, será divulgada em primeira mão neste espaço!

    Patrocinador

    Em 1º de julho, o Cruzeiro completou seis meses sem patrocínio de uniformes. Antônio Claret Nametala deixou claro que as negociações estão em andamento, mas que o clube não abre mão de fechar o novo contrato pelos valores já definidos pela presidência. “Se as empresas não chegarem no que pedimos, vamos continuar sem patrocínio até acharmos um parceiro que valoriza nossa marca. Não vou estipular prazo para fechar, mas não estamos parados. Há várias empresas na disputa”, informou.

    Cruzeiro terá uniforme 3 na Copa

    O diretor de marketing do Cruzeiro, Antônio Claret Nametala, anunciou ontem, em entrevista ao Uai, que em breve o clube lançará o uniforme número 3 a ser utilizado pelos jogadores na Copa Sul-Americana. A estréia oficial será no dia 6 de agosto, na Vila Belmiro, no jogo de ida da primeira fase da competição internacional, contra o Santos.

    Antônio Claret adiantou que dois modelos de camisas já foram selecionados dentre várias opções desenvolvidas pelos estilistas da fornecera Puma e a palavra final será dada pela presidência.

    “Selecionamos dois modelos no computador e a Puma nos enviou as camisas prontas. Elas já estão na minha mesa e agora o presidente Alvimar de Oliveira Costa vai avaliar para dar a palavra final”, disse Nametala.

    O terceiro uniforme cruzeirense não lembrará em nada os modelos dos anos anteriores, garantiu o diretor de marketing. “Será algo diferente, a exemplo do que o Barcelona fez com o seu segundo uniforme (amarelo fluorescente). Não posso adiantar as cores até porque o presidente precisa aprovar, mas os modelos estão lindos, como tudo que nosso fornecedor faz”.

    ResponderExcluir
  10. Cruzeiro deve anunciar patrocínio esta semana (20/08/2006)

    O diretor de marketing do Cruzeiro, Antônio Claret Nametala, informou neste domingo, em entrevista à rádio Itatiaia, que o clube está perto de fechar o patrocínio master de uniformes. Um acordo com uma grande empresa multinacional poderia ser anunciado até o final desta semana.

    “Temos um contrato sendo analisado. Quando se trata de grandes empresas, essa tramitação demora mais do que a gente gostaria, mas no início da semana teremos novidades. Podemos estrear o patrocínio esta semana, talvez na partida contra o São Caetano (sábado)”, disse Antônio Claret.

    O diretor de marketing cruzeirense não deu muitas dicas sobre o futuro parceiro, mas afirmou ser “uma das maiores empresas do planeta”. No Brasil, o Cruzeiro seria o único clube a estampar a marca do grupo.

    Caso não saia o acordo com esta empresa, o Cruzeiro já teria uma segunda alternativa. “Já há uma negociação com uma outra grande empresa, também multinacional, mas estamos otimistas. No returno do Campeonato Brasileiro, já teremos um patrocínio”, concluiu Antônio Claret Nametala.

    ResponderExcluir
  11. Que Absurdo!

    BARCELONA
    PATROCÍNIO NA TESTA DE RONALDINHO É VETADO

    O comitê técnico dos árbitros da federação espanhola ordenou que o brasileiro não utilize mais em sua testa uma faixa estampada com a marca da patrocinadora do jogador e também de seu clube.

    ResponderExcluir